Blog do Rafael Cortez

26/04/2008

Recital de Violão

Esse blog me proporcionou uma surpresa legal nos últimos tempos: ao longo de um ano, enquanto viví minha vidia com freelas, trampos na Abril, bicos de ator, temporadas aqui e alí, trampos de músico, etc, ele teve uma rotina tranquila. Entre março de 2007 e março deste ano, tive um pouco mais de 1000 visitas neste endereço, ou coisa do tipo. E, olha só o poder da TV: desde que o CQC estreou, em 17 de março último, esse número pulou para quase 10 mil acessos! Fiquei besta com isso.

Muita gente que eu nunca ví na vida passou a me escrever aqui e no orkut. E sei que o blog passou a ser incorporado ao computador de uma galera com que me comunico com a frequência que posso... gosto demais de ver o povo aqui e fico satisfeito de bater papos e ver que os posts antigos tbm são lidos e comentados. E, para a maioria dessa galera nova, algumas coisas que faço e que antecedem o CQC ainda são uma incógnita. Muita gente me pede pra postar minhas músicas e questiona como é o meu lance com o violão, por ex...

Pois foi pensando nessas pessoas - e atendendo a um desejo interno meu, que tá quase explodindo! - que resolví dar um novo recital de violão. Ainda não marquei a data e nem o local ainda, mas já definí o repertório e iniciei os estudos.

Vai ser um tesão isso. Desde que saí da Cia. Quatro na Trilha, em maio do ano passado, comecei a dar um gás em outras frentes mais rentáveis financeiramente para mim: era preciso rebolar a crise financeira, já que as peças infantís que fazia com o grupo eram de muita valia econômica. Passei a fazer mais eventos como ator, a pegar mais freelas de jornalista, a dar a cara a tapa em mais testes de TV (de onde surgiu o CQC) e inscreví 2 projetos musicais em editais do Estado de SP que, infelizmente, não foram aprovados. De violão mesmo, desde então, viví pouco. Toquei na peça do meu irmão, acompanhei contadores de história, etc... mas recital que é bom, nada. O último que dei para o público mesmo foi em fevereiro de 2006, no Centro Cultural São Paulo.

Tava na hora de tentar de novo. Comigo e com o violão tem sido assim. Tenho épocas onde toco todo dia, e tô fera no instrumento. Há fases, como agora, em que faço outras coisas e deixo o coitado de lado, com as mesmas cordas velhas e sempre desafinado. É uma judiação.

No entanto, esse é o momento mais crítico - até hoje - em relação a meu domínio do instrumento. Meus dedos estão lerdos e meu toque anda meio sujo. Vai ser penoso reaprender as peças que me dispus a tocar no novo recital... mas vai ser animal fazer isso por mim e por vcs.

Selecionei 20 músicas, divididas em dois blocos. A primeira parte do concerto vai ser bem de violão erudito mesmo. Desenterrei as partituras de obras do Bach, do Villa-Lobos e de outros compositores (do Barroco, em especial) que ainda sei tocar mas que não apresento em público desde 2003. Na segunda parte da apresentação eu vou mandar as minhas músicas e alguns arranjos meus de peças mais populares. Mas até mesmo essas obras precisam ser tocadas muitas vezes pra retomarem o viço de antes... e eu preciso fazer muita escala, arpejo e demais exercícios técnicos para resgatar essa precisão.

Mas tô empolgado. Sei que vai ser em junho, e aqui em Sampa... e que vai ser uma apresentação só, bem apurada e cheia de carinho. Como sempre foi tudo que fiz com o violão, seja na época das vacas gordas, seja na época das vacas magras. Aviso vcs por aqui.

Um abraço!

A propósito, penso em relançar o "Solo", meu CD independente de violão, de 2005. Falta grana. Por hora, para quem ainda o quiser, aviso que a Livraria da Vila da Fradique Coutinho, em SP, tem as últimas 5 cópias da edição original. Nem eu tenho mais. Se alguém se interessar, o tel deles é 11 3814-5811.

Por Rafael Cortez às 19h32

22/04/2008

Badica e Quando Danço com Seu Corpo

Atendendo a pedidos, coloco aqui um vídeo onde toco duas composições minhas - "Badica", escrita para a violonista, cantora e minha ex-professora de violão Badi Assad e "Quando Danço com Seu Corpo", que compus para a bailarina clássica Andrea Thomioka.

Ambas peças são para violão solo. "Badica" eu gravei e está em "Solo", meu CD independente de 2005. "Quando Danço com Seu Corpo" vai ser gravada ainda para o novo CD que tento agitar desde 2006... 40% dele está gravado e falta uma infinidade de coisas... sendo a mais difícil re-ensinar meus dedos a tocar tudo que pretendo gravar...   

Não fiquem bravos com o vídeo. Ele é parte de um Recital de Violão que dei no Centro Cultural São Paulo em fevereiro de 2006... foi gravado ao vivo e o áudio tá baixinho... fora que a segunda música está cortada em uns 2 minutos no final... mas o Fábio Freitas, um dos meus melhores amigos e cara mais gente-boa da Editora Abril, está cuidando de baixar outras peças desse mesmo concerto e colocar tudo no youtube, ok?

Abraços!

P.S - Depois conto com calma da viagem que fiz com o CQC à Ouro Preto, em Minas Gerais. 

Por Rafael Cortez às 16h17

Sobre o autor

Rafael Cortez, 33 anos, ator, jornalista e violonista.

Já foi redator de texto erótico para celular, produtor de teatro, circo e TV, assessor parlamentar de uma vereadora de São Paulo, atendente de videolocadora, organizador de mais de 60 festinhas infantis e tem DRT de Palhaço. Gosta de Nara Leão, Public Enemy, lasanha e que cocem suas costas com as unhas. Está na TV como um dos repórteres do programa CQC, da Tv Bandeirantes.

Sobre o blog

Espaço para textos reflexivos, ácidos e que busquem alguma inteligência. Local para reflexões artísticas e culturais diversas. Não, aqui você não encontrará fofocas sobre o meio das celebridades. Não, aqui você não verá piadas a todo tempo... Mas se o autor se esforçar, você poderá ler alguma coisa boa. E contribuir comentando com algo melhor...

Histórico