Blog do Rafael Cortez

17/12/2008

Prêmio QUEM

Acabei de pegar isso na internet:

Rafael Cortez dedica prêmio a Caco Barcellos

O jornalista e humorista recebeu troféu das mãos de Deborah Secco

Laís Rissato e Priscila Bessa

"O humorista e jornalista Rafael Cortez contou na noite desta terça-feira (16), durante a festa de entrega do Prêmio QUEM, no Rio, que ficou surpreso ao saber que havia sido eleito pelo voto popular como melhor jornalista de TV de 2008. “Foi uma loucura! Achei bem legal, mas, para falar a verdade, achei muito estranho ser premiado. Minha vaidade ficou lá no alto, mas eu não me via ganhando esse prêmio, que dedico ao grande jornalista Caco Barcellos”, afirmou.

Para Rafael, que faz sucesso no programa “Custe o Que Custar”, da Band, a escolha do seu nome deve ser creditada em grande parte às fãs da atração. “Nas comunidades do Orkut e nos blogs elas fizeram uma verdadeira campanha! Fico contente com a ótima fase pela qual o programa está passando”, comentou. Ao lado de Deborah Secco, de quem recebeu o troféu, o jornalista protagonizou um dos momentos mais divertidos do evento. “Fico feliz de entregar este prêmio ao repórter mais gato do ‘CQC’, programa que eu adoro assistir e morro de medo de participar”, brincou a atriz, arrancando risos da platéia."

.............................................................................................................................................................................................................................................................................................................

Pois é, galera... isso mesmo. Tô aqui no Rio feliz da vida com esse prêmio.

Jornalista tbm tem ego. Mas jornalista que tbm é ator, como eu, tem o ego ainda mais inflado. Afinal, atores são vaidade pura. Portanto, que bom ganhar um prêmio, não?

Mas eu, no bom-senso da minha profissão jornalística (que fala mais alto agora), aprendi que não posso me deslumbrar com nada. Que é bom ser querido e ser agraciado... mas que a vida tem fases de altos e baixos e nada é permanente... e ninguém é insubistituível.

Tenho me policiado muito para não me deslumbrar com as coisas e não perder a coerência. E a minha lógica me conta que ter ganho o prêmio da QUEM foi legal, claro...  mas que isso não é reflexo de que eu sou o jornalista mais gabaritado da TV em 2008. De forma nenhuma. Há caras e mais caras mais importantes e mais talentosos que eu. O Boechat, na Band , é um dos meus  heróis e tava na lista dos indicados, por exemplo. Quem vai negar o quanto ele é bom? Mas eu ganhei esse prêmio no lugar dele, Fátima Bernardes, Tadeu Schmidt, Caco Barcellos e outros profissionais feras por conta da ótima situação em que o CQC se encontra hoje, com auges de  popularidade e um fã clube querido e carinhoso com a gente. Foram vcs, fãs do CQC, que me possibilitaram isso. Como forma de demonstrar um cuidado grande, uma atenção, um amor legal e gostoso de receber. Obrigado, mesmo!

Mas lembro bem de uma menina no orkut que falou sobre essa votação on-line da QUEM. Ela entrou num tópico de uma comunidade do CQC onde as garotas pediam votos pra mim. Disse que gostava de mim, e tal... mas que votaria no Caco Barcellos - um jornalista melhor que eu. Ela tava certa. Posso fazer um trabalho bacana, e sei que faço. Tenho orgulho do realizo e de quem me ajuda a fazer bem isso tudo - meus queridos amigos de elenco, técnica e produção do programa. Pessoas de ouro. Mas dois dos melhores livros que já li na vida (estão no Top 10 da minha lista) são de Caco Barcellos. "Rota 66" e "Abusado" são aulas de Jornalismo. O segundo título em questão vive na minha escrivaninha. Tá lá, com a dedicatória carinhosa desse grande profissional. Eu nem era conhecido e, ainda assim, o cara parou pra falar comigo por uns bons 10 minutos lá na PUC, onde me formei na mesma profissão que ele. Que orgulho!

Eu adorei o prêmio e reitero o meu carinho e minha gratidão à QUEM e a todos vcs, amigos e fãs do CQC. Mesmo! Mas insisto: dedico esse prêmio a um jornalista muito grande e que serve de inspiração na minha vida.

Um abraço!

Rafa

         

Por Rafael Cortez às 02h16

15/12/2008

Léo

Eu tenho três coisas a dizer sobre meu irmão Léo Cortez:

- 1, ele joga futebol bem demais... ou (com certeza essa hipótese) eu é que sou um tremendo perna de pau. Ontem rolou um jogo amistoso entre a gente - ele contra a Thais, nossa irmã (que eu achava que jogava bem) e eu. Placar: 07 a 02 pra ele. Caracas... (a propósito: começamos o jogo descalços num chão meio quente e de cimento... até termos o bom-senso de colocar nossos tênis, já ferrou tudo - estamos com bolhas enormes na sola dos pés; os três).

- 2, ele estréia hoje na Band no elenco de Uma Escolinha Muito Louca . Vai fazer o papel de Homero Ponta, um ator canastrão em início de carreira que vive buscando oportunidades de fazer sucesso. A escolinha será exibida todos os dias da semana, exceto às quartas, sempre às 20:15. O professor é o Sidney Magal. E o Magal tá impagável no papel!

 

 O Léo é o que está de cachecol vermelho

- 03, na quinta ele lança seu primeiro livro. É a Trilogia Canalha. Vai ter coquetel na Livraria da Vila de Pinheiros e eu, claro, certamente estarei lá. E espero mesmo que vcs, que gostam dele como eu, tbm apareçam!

Ah, tem outra coisa sobre ele pra dizer: é o meu irmão querido e meu melhor amigo. E em 2009 a gente vai fazer um trabalho juntos no teatro. Acho que vcs vão gostar.

 

Um abraço

Rafa

Por Rafael Cortez às 14h13

Bela maneira de fechar o ano...

Por Rafael Cortez às 13h08

Sobre o autor

Rafael Cortez, 33 anos, ator, jornalista e violonista.

Já foi redator de texto erótico para celular, produtor de teatro, circo e TV, assessor parlamentar de uma vereadora de São Paulo, atendente de videolocadora, organizador de mais de 60 festinhas infantis e tem DRT de Palhaço. Gosta de Nara Leão, Public Enemy, lasanha e que cocem suas costas com as unhas. Está na TV como um dos repórteres do programa CQC, da Tv Bandeirantes.

Sobre o blog

Espaço para textos reflexivos, ácidos e que busquem alguma inteligência. Local para reflexões artísticas e culturais diversas. Não, aqui você não encontrará fofocas sobre o meio das celebridades. Não, aqui você não verá piadas a todo tempo... Mas se o autor se esforçar, você poderá ler alguma coisa boa. E contribuir comentando com algo melhor...

Histórico