Blog do Rafael Cortez

19/03/2010

Ele disse que voltaria

Ele me disse que voltaria

Que traria na mão seu violão; ele traria

Que trairia sua mãe por sua música; ele iria

Ele disse que voltaria

 

Ele veio à minha casa e me ofereceu um Dantop

Um doce deleite, de leite, um filme do RoboCop

Ele falou que lembrava de mim - e ria!

Ele disse que voltaria

 

Me mostrou uma pomba morta e rezou por ela

Disse ter criado uma horta, lixado uma porta

Polido uma sela

 

Montou um cavalo bravo, que disse ser um homem

Contou que, nas férias, passou fome

Se alimentou da luz de uma aquarela

 

Me falou do romance com a moça judia

Judia de mim, judia! - ele dizia

Dançou a coreografia que viu na Bahia

Falou que sente falta da minha ex, a Lia

 

Ele disse que voltaria

 

Comeu a pizza guardada da minha irmã

Me pediu um mousse de romã

Sentiu saudades de um carrinho de Rolimã 

Mijou no mar e irritou Iansã

Beijou a estátua de um Deus Tupã

 

E ria! Ele disse que voltaria...

 

Tocou nos testículos de um cavalo

Achou lindo

Viu tanta beleza no meu falo

 

Me disse, sorrindo:

Eu antes estava  indo, agora eu já estou

Ele disse que voltaria

 

- e voltou. 

 

 

  

Por Rafael Cortez às 11h37

Sobre o autor

Rafael Cortez, 33 anos, ator, jornalista e violonista.

Já foi redator de texto erótico para celular, produtor de teatro, circo e TV, assessor parlamentar de uma vereadora de São Paulo, atendente de videolocadora, organizador de mais de 60 festinhas infantis e tem DRT de Palhaço. Gosta de Nara Leão, Public Enemy, lasanha e que cocem suas costas com as unhas. Está na TV como um dos repórteres do programa CQC, da Tv Bandeirantes.

Sobre o blog

Espaço para textos reflexivos, ácidos e que busquem alguma inteligência. Local para reflexões artísticas e culturais diversas. Não, aqui você não encontrará fofocas sobre o meio das celebridades. Não, aqui você não verá piadas a todo tempo... Mas se o autor se esforçar, você poderá ler alguma coisa boa. E contribuir comentando com algo melhor...

Histórico