Blog do Rafael Cortez

26/03/2010

Um rápido alô...

Fala galera!

Passando rapidamente para avisar que meu site estará fora do ar por alguns dias... estou mudando arte e fotos por conta de um episódio de força maior. Aliás, o próximo texto que escreverei nesse blog, possivelmente amanhã, será uma análise sobre as relações sociais. Tudo será  baseado, e muito, em algo que me levou a mexer no site. Confiram em algumas horas aqui.

No mais, o CQC voltou com tudo. Tenho gravado bastante - muitos CQTestes e as matérias habituais.

Tô com a sensação de que, daqui até dezembro, devo cair duro em algum momento. Todos os dias tenho algo intenso para fazer, do CQC a algum show ou evento... ou é uma reunião, um ajuste de algo do Loreno, do CD, etc...

E falando neles... Loreno NÃO VOLTA nessa semana - amanhã, como pensado. Acho que é para a segunda semana de abril... aguardem mais um pouco!

Tomei uma rasteira chata com o CD... um "não" que eu não esperava, mas que prova que - em termos de música e realização pessoal - o meu fardo é grande como o de cada um de vcs. Não é o fato de eu estar na TV que faz com que tudo seja fácil e acessível de uma vez, como muitos podem pensar. Lançar um disco 100% autoral, instrumental e erudito, num sistema comercial como o nosso - onde visa-se mais o retorno financeiro do que a qualidade - é um desafio gigantesco. Aliás, minha carreira paralela de músico sempre foi paralela pq foi, é e pelo visto será, a mais árdua de deslanchar. E essa realidade é condizente com a que vejo na vida de muitos dos meus amigos e ídolos que, ao contrário de mim, toparam viver com menos na vida para viver 100% de música.

Sei lá, dei uma brochada com meu violão depois de ver meu disco rejeitado para um lançamento que eu tentei negociar. E o violonista sabe, assim como qualquer outro músico de qualquer outro instrumento, que uma coisa é vc não ter tempo para tocar... mas manter viva a paixão pela música! E outra é, por opção decorrente de um desencanto, abandonar seu instrumento por um tempo. Aí acontece o contrário: vc nem tem oportunidade de ver a chama musical se apagando por sua própria vontade - quem manda é o instrumento, de modo que ele te abandona primeiro se vc perde o interesse por ele. É preciso lembrar que o violão é madeira, essa madeira ainda respira com vc, e é do calor do contato do seu corpo - e mais ainda da sua alma - que a música faz a madeira voltar a viver contigo. (achei brega o que escrevi, mas vou manter aqui pq - ainda que seja bem "lugar-comum" o que digitei - acredito nisso).

No meu caso, tive longas e múltiplas tretas com o violão. A maior delas foi entre os anos de 2002 e 2004 quando, após uma reprovação em um vestibular específico de música deixei MESMO de tocar. Cheguei, pela primeira vez desde que comecei a estudar violão na vida, a cortar as unhas da mão direita! Mas, assim como em muitas outras vezes, voltei a tocar misteriosamente depois de algum tempo e sob algum tipo de motivação que, como de costume - e como agora, nunca me fez desistir do instrumento.

Dito e feito. Dei uma desanimada violonística recente, e deixei o violão guardado. Chegou a estourar uma corda sozinha, de tanto que o larguei. Mas um dia acordei inspiradio e tudo voltou - e o que não retornou ainda está voltando aos poucos. Revi praticamente todas minhas peças esses dias, e agora mesmo toquei "Badica" e "Elegia da Alma"... e me deu de novo a vontade de finalizar o disco e fazer, em maio talvez?, dois recitais em São Paulo.

Aliás, tenho apresentações com meu solo de comédia em Campinas nos dias 17 e 18 de abril... e  "De Tudo Um Pouco" fechou uma data num lugar sensacional; uma cidade que me acolhe sempre muito bem e que se tornou uma das minhas prediletas! Dia 24 de abril, galera, estare em RIBEIRÃO PRETO! Coloco os locais e detalhes de ambas cidades assim que souber de tudo  e eu é que não sei de nada pq as datas estão ok, os locais fechados e os ingressos sendo vendidos!).

No mais, ando bem feliz e realizado. Salvo a treta do CD, todo o resto vai bem, obrigado. Devo voltar a fazer rádio em breve, com um projeto novo e desafiador... amo gravar o CQC e o programa está ainda melhor em 2010... vou à Academia quase todo dia, e tenho curtido ser saudável. Os shows tem sido ótimos, e a recepção de vcs melhor ainda! O coração vai bem, apesar de alguns contratempos... e as perspectivas futuras, em praticamente todos os campos da minha vida, são muito boas.

Ou seja, em que momento da minha vida anterior eu poderia imaginar ser tão feliz?

Um abraço carinhoso...

Rafa

 

 

Por Rafael Cortez às 01h25

Sobre o autor

Rafael Cortez, 33 anos, ator, jornalista e violonista.

Já foi redator de texto erótico para celular, produtor de teatro, circo e TV, assessor parlamentar de uma vereadora de São Paulo, atendente de videolocadora, organizador de mais de 60 festinhas infantis e tem DRT de Palhaço. Gosta de Nara Leão, Public Enemy, lasanha e que cocem suas costas com as unhas. Está na TV como um dos repórteres do programa CQC, da Tv Bandeirantes.

Sobre o blog

Espaço para textos reflexivos, ácidos e que busquem alguma inteligência. Local para reflexões artísticas e culturais diversas. Não, aqui você não encontrará fofocas sobre o meio das celebridades. Não, aqui você não verá piadas a todo tempo... Mas se o autor se esforçar, você poderá ler alguma coisa boa. E contribuir comentando com algo melhor...

Histórico